E se eu não colocar limites como será?

E se eu não colocar limites como será?

Não tenho resposta para esta questão, apenas pergunto:

Conhecem alguma criança que não tenha limites? Que não tenha qualquer limite? Que nunca teve limites?

E já agora o que são limites? É o mesmo que regras?

E quem define os limites? Os pais? A escola? A própria criança?

Cada um de nós sabe o que são limites, o desafio pode passar por saber expô-los cá para fora, dizer que não, ou que não podes passar daquele ponto.

Enquanto crianças, lembram-se de nos terem colocado limites? Sim? Não? Como? E como nos influenciam esses limites no dia de hoje? É fácil ou desafiante para nós demonstrarmos quais são os nossos limites?

É fácil para nós colocarmos limites em nós? Naquilo que comemos? Naquilo que pensamos? Na forma como nos comportamos?

E com as crianças, como lhes transmitimos os nossos limites? Como fazemos crescer os seus limites? Dá-mos liberdade suficiente para ela testar os seus limites, saber o que é seguro e o que não é? O que podem fazer e o que não podem? Como podem saber o que são limites se não tem oportunidades para os testarem? Como podem saber quais são os limites da mãe e do pai, se nem um nem o outro, explicou-lhe de forma clara e congruente que só podes ir até aí? (atenção: que cada situação é uma situação).

É um texto para refletir. Fala-se muito sobre limites, mas se não os experimentarmos, se não os comunicarmos, como vamos sabemos o que são limites?

Cátia *

 

Deixe um comentário